Notas da Redação – Jornal O Mossoroense
quarta-feira , 24 de outubro de 2018
Home / Opinião / Notas da Redação

Notas da Redação

Notas da Redação

CONDENAÇÃO

O casal deputado Albert Dickson e a esposa, vereadora e candidata a deputada Carla Dickson foram condenados pelo juiz da propaganda Eleitoral, Almiro Lemos, ao pagamento da multa de R$ 2 mil cada um, por propaganda eleitoral nas eleições deste ano.

ADIAMENTO

Foi adiado novamente o julgamento especial no Tribunal Superior Eleitoral que pode alterar o resultado da eleição à Câmara dos Deputados no Rio Grande do Norte. O caso interessa diretamente ao deputado Beto Rosado que poderá reconquistar sua cadeira de deputado.

DESAGRADO

A jornalista Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo, noticia que não foi bem aceita a ideia de Bolsonaro que, sendo presidente, pretende indicar o juiz Sérgio Moro para o Supremo Tribunal Federal. Não se justifica a indicação de um juiz de 1ª instância para o mais importante tribunal do país.

PESQUISAS

Com a impressão que a eleição de Bolsonaro para presidente da República é fato consumado a atenção dos eleitores se volta para as pesquisas estaduais. Disputa bastante equilibrada entre Carlos Eduardo e Fátima Bezerra, esta semana será decisiva para a consolidação do vitorioso.

SENADOR

Somente agora, no final da campanha, é que os adversários chamam atenção para o fato do suplente de Fátima Bezerra é carioca de nascimento e que, assumindo a cadeira caso Fátima seja governadora, o RJ passa a ter quatro senadores e o RN somente dois. Apelação!

ATUAÇÃO

Ainda sobre o Senado, o desempenho do capitão Styvenson como senador ainda é uma incógnita. Zenaide Maia não teve desempenho extraordinário como deputada. Jean Paul Prattes, possível substituto de Fátima, também é uma expectativa de futuro.

SAUDADES

Sobre o futuro da representação do Rio Grande do Norte no Senado, comenta-se que muitos norte-rio-grandenses sentirão saudades dos senadores Dinarte Mariz, Garibaldi Alves Filho, José Agripino Maia, Geraldo Melo e Fernando Bezerra. É, pode ser.

RADICALISMO

Na campanha atual, o radicalismo foi mais acentuado nos estados brasileiros mais desenvolvidos, sobretudo Rio de Janeiro e São Paulo. A ideia que fica é que, quaisquer que sejam os vitoriosos, o país estará dividido, tanto em nível estadual quanto no plano federal.

RESERVATÓRIOS

A CAERN chama atenção da população para o baixo nível dos reservatórios potiguares. As chuvas deste ano não foram suficientes para garantir o abastecimento em alguns municípios atendidos pela companhia e, caso o próximo ano não seja de bom inverno, a situação voltará a ser calamitosa.

REAJUSTE

O Diário Oficial da União publicou, em sua edição de ontem (23), o reajuste de 52,86% do piso salarial de agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias. Os vetos do presidente da República ao projeto foram rejeitados pelo Congresso Nacional.

FINANCIAMENTO

Em todo País, 8.591 candidatos concorreram ao cargo de deputado federal nas eleições deste ano. Desse total, 4.817 (mais da metade) não receberam nenhum recurso do “Fundo Especial de Financiamento de Campanha” criado para destinar dinheiro público às campanhas políticas.

EXTINÇÃO

Munidos dos dados acima, está sendo iniciada campanha para abolir o financiamento público. Ou estão certos os que defendem essa tese ou somente serão eleitos os candidatos que pertencem a uma seleta elite política, em condições de financiarem suas próprias campanhas.

BOLOSONARO

O Brasil, ao que parece, está decidido a eleger um presidente que recusou-se a participar de debates e, nos últimos dias, até mesmo entrevistas isoladas, receoso de perder votos com o que possa responder aos entrevistadores.

REFRATÁRIO

Nada de negativo pega em Bolsonaro. As declarações de um filho, reeleito deputado federal, de que para fechar o Supremo Tribunal Federal não precisaria nem de um jeep, mas de apenas um cabo e um soldado de polícia pouco incomodou os eleitores, já definidos pelo seu nome.

DEPUTADO

O TSE deverá decidir na sessão da manhã de hoje se Fernando Mineiro é o deputado federal eleito ou se o mossoroense Beto Rosado é quem assumirá o cargo. A decisão depende da validação ou não de 8.990 votos do candidato Kerinho, da coligação de Beto Rosado.

DISPUTA

Não se aposta mais em uma vitória tranquila de Fátima Bezerra ao governo do Estado. O efeito Bolsonaro parece haver dado novo ânimo à campanha de Carlos Eduardo e hoje, admite-se a disputa pode ser considerada como indefinida.

TRANSPOSIÇÃO

O Diário do Nordeste noticia a chegada das águas do Rio São Francisco ao Ceará até o final deste ano. Frentes de serviço trabalham em turno de 24 para que isso aconteça. Enquanto isso, o cronograma das águas para o Rio Grande do Norte será mais uma vez adiado.

TRANSIÇÃO

Sem participar da campanha sucessória, por conta do grande desgaste de sua administração, o presidente Michel Temer fará uma transição tranquila do governo atual para seu sucessor, praticamente definido como sendo Jair Bolsonaro.

 

Notas da Redação

FINANCIAMENTO

Em todo País, 8.591 candidatos concorreram ao cargo de deputado federal nas eleições deste ano. Desse total, 4.817 (mais da metade) não receberam nenhum recurso do “Fundo Especial de Financiamento de Campanha” criado para destinar dinheiro público às campanhas políticas.

EXTINÇÃO

Munidos dos dados acima, está sendo iniciada campanha para abolir o financiamento público. Ou estão certos os que defendem essa tese ou somente serão eleitos os candidatos que pertencem a uma seleta elite política, em condições de financiarem suas próprias campanhas.

BOLSONARO

O Brasil, ao que parece, está decidido a eleger um presidente que recusou-se a participar de debates e, nos últimos dias, até mesmo entrevistas isoladas, receoso de perder votos com o que possa responder aos entrevistadores.

REFRATÁRIO

Nada de negativo pega em Bolsonaro. As declarações de um filho, reeleito deputado federal, de que para fechar o Supremo Tribunal Federal não precisaria nem de um jeep, mas de apenas um cabo e um soldado de polícia pouco incomodou os eleitores, já definidos pelo seu nome.

DEPUTADO

O TSE deverá decidir na sessão da manhã de hoje se Fernando Mineiro é o deputado federal eleito ou se o mossoroense Beto Rosado é quem assumirá o cargo. A decisão depende da validação ou não de 8.990 votos do candidato Kerinho, da coligação de Beto Rosado.

DISPUTA

Não se aposta mais em uma vitória tranquila de Fátima Bezerra ao governo do Estado. O efeito Bolsonaro parece haver dado novo ânimo à campanha de Carlos Eduardo e hoje, admite-se a disputa pode ser considerada como indefinida.

TRANSPOSIÇÃO

O Diário do Nordeste noticia a chegada das águas do Rio São Francisco ao Ceará até o final deste ano. Frentes de serviço trabalham em turno de 24 para que isso aconteça. Enquanto isso, o cronograma das águas para o Rio Grande do Norte será mais uma vez adiado.

Notas da Redação

ELEIÇÃO

haddad_bolsonaro

O país entra na última semana, a mais decisiva de todas, para a definição do futuro presidente do Brasil. Pelo que se observa, o deputado Jair Bolsonaro será o escolhido pelos eleitores, numa votação consagradora. Resta rezar para que sua administração não se transforme em desastre hecatômbico.

DEMAGOGIA

Bolsonaro aproveita a onda contra os políticos e anuncia diminuição do número de senadores e deputados federais no Brasil, mesmo sabendo que essa decisão não cabe ao presidente, pois necessita de emenda da Constituição, votada por senadores e deputados.

RAPIDEZ

Assumindo a presidência, Bolsonaro sabe que terá que usar do prestígio imediato transmitido pelas urnas para adotar medidas de impacto. Sua equipe está elaborando o Plano dos Cem Dias para que uma resposta seja oferecida com rapidez ao eleitor ansioso por mudanças.

BOLSONARISMO

Os partidários do presidenciável Jair Bolsonaro realizaram, ontem, a maior carreata da atual campanha política. Calcula-se que mais de mil motocicletas participaram da mobilização, além de centenas de veículos, promovendo um verdadeiro buzinaço.

REPERCUSSÃO

O crescimento da candidatura de Bolsonaro, com virada espetacular em três estados do Norte, está chegando ao Rio Grande do Norte. O principal beneficiário do fenômeno é o candidato Carlos Eduardo cujo nome tem crescido a olhos vistos nos últimos dias.

VIRADA

Orientado pelos assessores, Bolsonaro mudará o discurso para garantir a manutenção ou, até mesmo, aumento de sua votação. Para o Nordeste, apresentará a imagem de “cabra macho”. Para as mulheres, “todo aquele que cometer crime contra a mulher deve pagar de forma integral.

ENDURECIMENTO

Fernando Haddad também utilizará mensagens mais fortes na reta final de campanha. Em uma delas, pede que o eleitor avalie se vale a pena votar em Bolsonaro só por ódio ao PT; “muita gente não lembra ou quer esquecer que o Brasil teve uma ditadura que matou e torturou milhares de brasileiros.

BENES

Eleito deputado federal, Benes Leocádio tem sido duramente criticado pelo apoio declarado a Fátima Bezerra. A exploração diz respeito a adesão a uma candidata que se diz contra a redução da maioridade penal. Benes teve um filho assassinado recentemente por adolescentes

ROBINSON

Malsucedido no pleito de 2018 e com uma administração criticada pela maioria da população, o governador Robinson Faria preferiu mante posição de neutralidade no segundo turno da eleição estadual. Em entrevistas, repete que o eleitor não foi capaz de entender o esforço que fez para salvar o RN.

SENADORES

A mesma posição de afastamento foi adotada pelos dois atuais senadores, José Agripino e Garibaldi Alves. Rejeitados nas urnas, Garibaldi à reeleição e Agripino como candidato a deputado federal, entenderam ser melhor não contaminarem os candidatos que viessem a apoiar.

ESTRANGEIROS

Os jornais New York Times e Washington Post e a Agência de Notícias Associated Press comparam o uso de notícias impulsionadas na internet na campanha de Bolsonaro com o que aconteceu nos Estados Unidos, com o presidente Donald Trump. O TSE investiga denúncias nesse sentido.

Notas da Redação

DEBATES

O eleitor tem direito de lamentar o nível a que foram levados os debates entre os candidatos aos governos dos Estados no segundo turno das eleições 2018. Nada de ideias, mas somente agressões pessoais de lado a lado. Mesmo que um não deseje esse critério é levado a assumi-lo para se defender das acusações.

DÓRIA

Em São Paulo, a tom foi puxado pelo candidato Dória, deixando Márcio França de mãos atadas, sem condições de redirecionar o do debate. O maior e mais rico estado da federação não pode acompanhar as metas dos candidatos que partiram para as acusações de lado a lado.

BOLSONARO

O candidato a presidente, Jair Messias Bolsonaro decidiu que não participará de debates com o adversário Fernando Haddad. Praticamente eleito para substituir Michel Temer, a presença em um possível debate poderia desgastar sua imagem e desviá-lo do caminho do Planalto.

INDIFERENÇA

Segundo revelam as pesquisas, o eleitor de Bolsonaro não está preocupado com a participação do seu candidato em debate com o opositor Haddad. A definição do seu voto é tido como certo e um debate às vésperas da eleição não modificará a disposição de votar no Capitão.

IDEOLOGIAS

O final da campanha de 2018 revela outro fato significativo. A divisão entre esquerda e direita deixou de existir na hora do voto. O deputo Vivaldo Costa é um desses exemplos Conhecido por suas posições de extrema direito, por questões regionais, apoia Haddad e Fátima Bezerra;

DIVISÃO

O PSDB liberou todos os filiados do partido para a escolha do presidente da República. Está dividido também no Rio Grande do Norte, com suas lideranças divididas entre os apoios a Carlos Eduardo e a Fátima Bezerra. Os deputados estaduais do partido estão divididos nesse apoio.

CRESCIMENTO

Na reta final da campanha é visível o crescimento de Carlos Eduardo entre os eleitores. Os apoiadores de Fátima alertam para o quadro e pedem mais empenho na campanha. Lembram que faltam poucos dias para o término e, na última pesquisa, a diferente entre os dois foi dm apenas 6 pontos percentuais.

JUSTIÇA

Na reta final do processo eleitoral, surge a denúncia de que Jair Bolsonaro está recebendo financiamento de empresários, o que é determinantemente proibido pela Legislação Eleitora. Em troca, um juiz eleitoral denuncia o mesmo fato em relação a Haddad, em sua campanha de 2012.

COMÍCIOS

O final de semana será de mobilizações políticas em Mossoró. Hoje, Fátima Bezerra participará de carreata promovida por seus apoiadores. Amanhã será a vez dos apoiadores de Jair Bolsonaro fazer o mesmo. O mossoroense sempre gostou de política e participará dos eventos.

BARBALHO

Helder Barbalho é uma das exceções na manutenção da tradição política em seu estado, o Pará. Com 58% das intenções de votos mostradas ontem, pelo Ibope, deverá derrotar o adversário Márcio Miranda, que está com 39%. Helder é filho do senador Jáder Barbalho.

Notas da Redação

PRESIDENTE

Quem leu os últimos resultados de pesquisas para presidente da República pode afirmar com segurança que Jair Messias Bolsonaro será eleito no segundo turno das eleições deste ano. Só mesmo um tsunami político seria capaz de alterar essa previsão.

TRANSATLÂNTICO

Quando assumiu a presidência da República, Lula contrariou muitos seguidores ao adotar medidas administrativas que contrariavam o discurso do PT. Disse então que comparava o país a um transatlântico que se quebraria todo, se desse um “cavalo de pau”

DIREITA

O resultado eleitoral de 2018 é uma demonstração patente da tomada do poder pela direita política. O próprio Jair Bolsonaro tem feito declarações que poderão trazer prejuízos enormes ao Brasil. Resta saber se fará como Lula, mudando de opinião quando chegar ao Poder.

DEBATE

A Band RN realiza hoje, quinta-feira (18), o primeiro debate do segundo turno das eleições deste ano, entre os candidatos ao Governo do Estado, Fátima Bezerra e Carlos Eduardo. O programa terá duração de u7ma hora e quarenta minutos, iniciando às 22h35.

CRESCIMENTO

Os apoiadores de Carlos Eduardo consideram que o candidato teve crescimento positivo nas últimas pesquisas realizadas pelo IBOPE. Os números divulgados ontem mostram uma diferença de apenas seis (6) pontos que, acreditam podem desaparecer nas duas próximas semanas.

VOTOS

O raciocínio está na soma dos eleitores que não votaram em Fátima Bezerra e nem em Carlos Eduardo no primeiro turno, 346.461, 406.098 abstenções e 259.795, totalizando 1.098.465 votos. As pesquisas revelam que Carlos Eduardo é o candidato que mais cresce, o que poderá viabilizar sua vitória.

INSTITUTOS

Saindo do Ibope e observando-se os resultados apresentados pelos Institutos Certus e Seta, no primeiro, a diferença entre os dois candidatos é de 6.03% para Fátima e o segundo de 8%. No final do primeiro turno, a maioria de Fátima sobre Carlos Eduardo foi de 15%, caindo para metade.

INDICIAMENTO

A defesa do presidente Temer pediu ao ministro Luís Roberto Barrosa, do STF, anulação do indiciamento promovido diretamente pela Polícia Federal, sem qualquer autorização do Supremo Tribunal Federal ou pedido da Procuradoria-Geral da República.

PRISÃO

O General Eliéser Girão Filho, ex-secretário de seguranças do município de Mossoró, eleito deputado federal, defende o impeachment e a prisão de ministros do STF responsáveis pela libertação de políticos acusados de corrupção, como Dirceu, Beto Richa e Marconi Perillo.

FAGNER

Causou um certo frisson entre os fãs o vídeo gravado pelo cantor cearense Raimundo Fagner, pedindo votos para o candidato Carlos Eduardo. Há quem diga que foi trabalho do deputado estadual Raimundo Fernandes, amigo pessoal do cantor.

Notas da Redação

ELEIÇÕES

(Foto: Luciano Lellys).
(Foto: Luciano Lellys).

O governador Robinson Faria parece inconformado com sua derrota nas urnas, nas eleições de 2018. Responsabilizou o mundo inteiro pelo fracasso nas urnas, mas não aceitou haver falhado como administrador do Rio Grande do Norte.

FINANÇAS

Robinson não cansava de repetir que não faltava dinheiro para governar. O problema era tão somente de gestão. Chegando ao governo, verificou que não bem assim o que acontecia e passou a procurar um responsável pelo atraso no pagamento dos funcionários estaduais.

ELEITOR

O eleitor não entendeu ou não quis reconhecer o trabalho do governador, disse Robinson. E não mede palavras ao dizer que foi o governador que mais obras realizou no estado. Nunca um governador, segundo ele, fez tanto pelo seu estado.

FAMÍLIAS

Alves, Maia, Rosado, foram sobrenomes citados por Robinson como responsáveis pela falência do RN. Esqueceu de relacionar a família Faria que está na política desde o governador Juvenal Lamartine de Faria, passando pela ex-governadora Wilma de Faria, até a chegada de Robinson FARIA, ao governo.

BANCADA

Não é verdade que sete dos oito deputados federais e os três senadores tenham boicotado a administração Robinson Faria, inclusive impedindo a transferência de recursos do governo federal ao governo estadual. Melhor dizer que o governador foi incompetente ao preferir governar sem o apoio da bancada.

ESPERANÇA

Não se sabe em que condições governará o eleito em 28 de outubro. O melhor é esperar que Fátima Bezerra ou Carlos Eduardo tenham condições, competência eles têm, de administrar o pobre e atrasado estado do Rio Grande do Nortel

SEGURANÇA

Na entrevista à FM98, Robinson disse não entender o motivo dos eleitores não haver entendido a dificuldade em conter a criminalidade, já que era um problema nacional. Na verdade, esqueceu que, em sua campanha para o governo, afirmava que seria o governador da segurança.

SECA

Uma coisa o governador afirmou e que não pode ser contestada. Seus quatro anos de governo conviveram com uma das maiores secas da Região Nordeste. Isso aumento as dificuldades, em um estado que possui quase 100% do seu território situado9 no semiárido.

FEDERAIS

O Tribunal Regional Eleitoral prefere não arriscar e vai pedir reforço de tropos federais para 72 municípios potiguares no segundo turno das eleições. No primeiro turno, as tropas federais estiveram presentes em 97 cidades. O Tribunal Superior Eleitoral deverá atender ao pedido.

PRESIDENTE

Bolsonaro continua despontando como futuro presidente do Brasil. Em todas as pesquisas realizadas após o primeiro turno, o número de eleitores que dizem votar no Capitão está bem acima das intenções de votos de Fernando Haddad. Bolsonaro deve ser o futuro9 presidente do Brasil.

DEFICIT

O futuro governador do Rio Grande do Norte começará sua administração enfrentando um déficit que poderá chegar a R$ 1.320 bilhão. Certamente irá culpar os governadores anteriores, até completar os quatro anos de mandato e transferir ao sucessor quadro semelhante.

VIOLÊNCIA

Desacreditando na segurança pública a população de Natal passou a fazer justiça com as próprias mãos. Semana passada foram dois linchamentos em 48 horas. A primeira vítima foi espancada e baleada após assaltar um ônibus. A segunda, espancada e esfaqueada após atropelar uma criança de dois anos.

Notas da Redação

PSOL

A senadora Fátima Bezerra recebeu o apoio do Partido Socialismo e Liberdade para sua candidatura a governador neste segundo turno das eleições. O professor Carlos Alberto, candidato do partido no 1º turno, entregou pessoalmente a carta comunicando a decisão.

PSL

O fato do ex-prefeito Carlos Eduardo, candidato a governador pelo PDT, haver anunciado apoio à candidatura do deputado Jair Bolsonaro (PSL) à presidência da República.se justifica pelo fato da candidata adversária Fátima Bezerra ser filiada ao PT e ser a candidata de Haddad.

ROSALBA

Com a participação de Kadu Ciarlini na chapa majoritária e Carlos Eduardo apoiando Bolsonaro, não restou outro caminho à prefeita Rosalba Ciarlini que, ontem, subiu no palanque do presidenciável do PSL, em Mossoró. E compareceu ao evento vestida de amarelo.

GIRÃO

Quem esteve em Mossoró na mobilização pró-Bolsonaro foi o ex-secretário municipal de segurança, General Eliéser Girão, eleito deputado federal, que organizou o movimento bolsonarista no Rio Grande do Norte desde o primeiro momento das eleições.

IMITAÇÃO

Jair Bolsonaro passou a usar o slogan de Henrique Meireles quando candidato a presidente da República, “Chame o Meirelles”. Agora, é “Chame o Bolsonaro”. Meireles anunciou que vai criar um canal no youtube para divulgar as propostas que acha importantes para o país.

FEDERAL

É preciso analisar com atenção o que levou Mossoró a ficar sem nenhum representante na Câmara dos Deputados, depois de preservar essa posição por cerca de 70 anos. E não venham dizer que a cidade não será prejudicada com essa ausência em Brasília.

ELEITOS

De 1945 até 31 de janeiro de 2019, ocuparam a cadeira de deputado federal os mossoroenses Mota Neto, Múcio Sá, Beto Rosado, Sandra Rosado, Xavier Fernandes, Laíre Rosado, Dix-huit Rosado, Vingt Rosado, Wilma de Faria, Betinho Rosado, ao todo, dez representantes, em 70 anos.

SENADO

Além de deputados federais, Mossoró também, quase sempre, teve um senador ligado à sua história. Se começarmos por Dix-huit Rosado, eleito em1959, tivemos Duarte Filho em 1966, José Agripino, com quatro mandatos (primeira eleição em 1987) e Rosalba Ciarlini, em 2006.

CANONIZAÇÃO

O Papa Francisco canonizou, hoje(14), quatorze nomes importantes de Igreja Católica, entre eles o Papa Paulo VI e o arcebispo Oscar Romero, assassinado em 1980. A cerimônia foi na Praça de São Pedro e reuniu milhares de pessoas entre peregrinos do mundo inteiro.

MILITARES

Seis candidatos militares do Exército (um ativo e cinco da reserva) eleitos para a Câmara dos Deputados se articulam para a formação de uma Bancada Militar. Entre outros assuntos es5tá a revisão do Estatuto do Desarmamento e medidas para melhorar a segurança em todo país.

Notas da Redação

ROSALBA

A prefeita Rosalba Ciarlini está disposta a trabalhar com afinco para virar o resultado eleitoral no segundo turno. A vitória de Fátima Bezerra no primeiro turno está atravessa na garganta e ela pretende mostrar que é capaz de influir decisivamente na vitória de Carlos Eduardo.

CONTATOS

Pela exiguidade do tempo de campanha destinado ao segundo turno o ex-prefeito Carlos Eduardo tem dedicado parte do seu tempo para o contato com as lideranças municipais. Sabe que a maioria dos eleitores está concentrada na Grande Natal e Mossoró, mas não pode relegar os demais municípios.

STYVENSON

Não deve ser novidade para ninguém a declaração do senador eleito, Capitão Styvenson, que “não tem partido e nem ideologias….”. Quanto ao partido, terá a facilidade de escolher outra legenda, pois o Rede desaparecerá por não preencher as regras da cláusula de barreira.

APOIO

Dentro da linha política que pretende assumir, Styvenson adiantou que, no segundo turno das eleições, não apoiará nenhum dos dois candidatos ao governo. Entra na política sem querer assumir compromissos políticos. A senadora eleita Zenaide Maia apoia Fátima Bezerra

TIÃO

O empresário Tião Couto, que disputou a prefeita de Mossoró em 2016 e foi candidato a vice-governador nas eleições deste ano, na chapa de Robinson Faria, ainda não oficializou apoio a nenhum dos candidatos a governador. A aposta maior é que se definirá por Fátima Bezerra.

ISOLDA

A eleição da vereadora Isolda Dantas para a Assembleia Legislativa deverá colocá-la na situação de principal oposicionista à prefeita Rosalba Ciarlini. Tião Couto e Jorge do Rosário serão deslocados dessa posição que, aliás, nunca se esforçaram por assumir.

SUCESSÃO

Como deputados estaduais, tanto Isolda Dantas quanto Allison Bezerra terão posição mais destacada na sucessão municipal de 2020. É possível até que um dos dois seja candidato a prefeito, levando em consideração que poderão fazê-lo sem perda de mandato, em caso de insucesso.

HORÁRIO

Começa hoje, 12, a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão para o segundo turno das eleições 2018. No rádio, o horário terá início às 7h e às 12h. Na televisão o primeiro bloco inicia às 13he o segundo bloco às 20h, além de 25 minutos diários de inserções.

INFLUÊNCIA

Para alguns analistas políticos, as redes sociais tiveram mais influência no processo eleitoral deste ano que os programas eleitorais em rádio e televisão. A comprovam a afirmação com os resultados dos candidatos que melhor se comunicaram por intermédio da mídia eletrônica.

INACREDITÁVEL

A senadora Kátia Abreu (PDT-TO) que foi candidata a vice-presidente ao lado de Ciro Gomes, defendeu que o candidato do PT, Fernando Haddad renuncie à campanha presidencial nas de 2018, “em nome da democracia”. O objetivo de sua proposta é que o petista, ao abrir mão da disputa, abra espaço para que Ciro Gomes (PDT) seja o adversário de Bolsonaro (PSL) no segundo turno.

VOTO

Muitos leitores perguntando sobre o caso dos que não votaram no primeiro turno em relação ao voto no segundo turno. É possível votar, mas os que não justificaram sua ausência, será possível justificar essa situação preenchendo formulário Requerimento da Justiça Eleitoral no link  http://www.tre-rn.jus.br/eleitor/justificativa-eleitoral

Notas da Redação

NÚMEROS

Os resultados do primeiro turno mostram que Fátima Bezerra e Carlos Eduardo somaram 1.274.083 sufrágios, ou seja, 79% dos votos válidos (1.620.544), excluídos abstenção, brancos e nulos que representaram 54% do total do eleitorado apto a votar no estado (2.372.548).

DIFERENÇA

Fátima Bezerra obteve 46,17 dos votos válidos (748.150) e Carlos Eduardo ficou com 32,45% (525.933). Teoricamente, Carlos Eduardo terá que superar a diferença de 222.217, que foi a maioria de Fátima, convencendo parcela dos 46% que não votaram em nenhum dos dois.

PRESIDENTE

Bolsonaro e Haddad disputarão o segundo turno. No primeiro, Bolsonaro recebeu 49.276.990 votos (46,03%) e Haddad 31.342.005 (29,28%). Cerca de 40 milhões se abstiveram, votaram em branco ou anularam o voto e outros 27,6 milhões sufragaram outros nomes no 1º turno.

DESVANTAGEM

Fernando Haddad terá que superar a vantagem de cerca de 18 milhões de votos que teve a menor que Bolsonaro. É uma tarefa que vem sendo considerada impossível pelos analistas políticos, mas que não desanima um candidato que em poucos dias de campanha conseguiu chegar ao 2º turno.

APOIOS

Diferente de outras campanhas anteriores, quando os partidos procuravam uma definição imediata em relação aos candidatos no segundo turno, Com Haddad e Bolsonaro tem sido diferente. Muitas legendas estão liberando seus eleitores para que tomem decisão pessoal.

DATAFOLHA

Na primeira divulgação de pesquisa na disputa entre Fernando Haddad e Jair Bolsonaro, o Datafolha registrou 42% para o primeiro e 42% para o segundo. Com esses resultados, estará praticamente definida a eleição de Bolsonaro com a mesma diferença de votos no primeiro turno.

FUTURO

Alguns comentaristas políticos têm preferido analisar com maior intensidade, sobretudo nas redes sociais, o resultado desfavorável a políticos que não se elegeram que fazer uma projeção do que se pode esperar para o futuro com a eleição de novos figurantes da política potiguar.

SENADO

No caso da eleição do Capitão Styvenson e da deputada Zenaide Maia para o Senado, por exemplo, quais os efeitos imediatos para o RN? Com a experiência de anos na vida pública, Garibaldi e Agripino transitam com facilidade na política nacional. Entretanto, os dois poderão mostrar a competência necessária aos cargos conquistados.

HOMENAGEM

O deputado federal Beto Rosado enviando convites para a Sessão Solene em Homenagem à Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, a realizar-se no Plenário Ulysses Guimarães, na Câmara dos Deputados, no dia 16 de outubro. Beto é o autor do requerimento.

UBS

A prefeitura de Mossoró anuncia a construção de cinco novas Unidades Básicas de Saúde nos bairros da cidade. Ontem, foi assinada pela prefeita Rosalba Ciarlini a ordem de serviço para início da UBS no Conjunto Santa Júlia, com disponibilidade para atendimento de 500 famílias.