Viver e Crescer – Fernanda MeiraFernanda Meira

Devaneios de esperança

Meu pai tinha um rádio motobras com antena telescópica de um tamanho que eu achava injustificável e, que compensava por sintonizar estações inacessíveis a pé.  Ficava sentado por horas, descansando, no pilar da fresca varanda. Era sempre na aurora e fim de tarde: quando se intensificava o agradável barulho das folhas pela brisa leve e…

O despertar

É possível respirar sem viver, pois viver requer força e flexibilidade. Reconhecemos os sinais vitais pelo suspiro longo, a pele em arrepio, o desejo e o coração acelerado. Percebe-se pelo corpo em suor, o peito apertado e nó na garganta. Está na intensidade dos sentimentos, no sorriso alargado e na calmaria.  Traduz-se em palavras sinceras…

O caminho através da dor

Conheço gente que convive com a dor. Gente que nem só a ferida de corpo sente, mas tem a dor da falta, do desconhecido, do não ter o que precisa. Sei também, de gente que tem tudo o que a gente quer, mas não entende, convive com a pobreza de sentido, envolto na malha tênue…

Empoderamento: encontre o eu verdadeiro

Quanto tempo demora pra descobrir a nós mesmos? Há algo em mim que quer despertar, falou Zaratustra. O verdadeiro eu é suprimido por experiências limitantes, por ideologias gastas e inconsequentes, fazendo acreditar que somos o que disseram, sem voz e ressalva. Há pouco tempo trabalhei como atendente em uma loja de fast food. Conheci muitas…

Felicidade disfarçada de mudança

Começa com uma ausência de si mesmo. Aquela latência angustiante em frente ao espelho, de quem percebe que não é o de outrora. Nota com estranheza que toda rigidez se dissipara e vê com intimidade a mudança. Como as mãos cerceiam corpo e rosto diferentes, a mente passeia pela praça de ideologias, à procura de…